---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

segurança ,
Prefeitura de Nova Trento promove encontro com órgãos de segurança pública a fim de combater os incêndios florestais da região

Publicado em 02/06/2020 às 08:29 - Atualizado em 02/06/2020 às 08:29

Reunião Incêndios Florestais
Créditos: Assessoria de Imprensa Baixar Imagem

De iniciativa da Prefeitura Municipal de Nova Trento, através da Defesa Civil, a reunião contou com a participação de representantes da: Defesa Civil de Tijucas, Polícia Militar Estadual, Polícia Civil de Canelinha, do Corpo de Bombeiros de São João Batista, Fundação do Meio Ambiente de São João Batista e Veículos de Comunicação.

 

Encontro produtivo, onde cada frente pode compartilhar experiências em torno do tema, buscando alternativas e medidas de atuação com o objetivo de conscientizar a população, inibir e coibir comportamentos irresponsáveis.

 

O período de seca e estiagem, a falta de informação e a imprudência dos infratores contribuem para os altos índices de focos de incêndio em Santa Catarina.

 

Segundo Eduardo Fabris da Silva, responsável pela Defesa Civil de Nova Trento e presidente do Colegiado de Defesa Civil de Florianópolis, a gravidade de um incêndio florestal não atinge somente a saúde pública, prejudica também o desenvolvimento saudável do ecossistema. “É momento de unirmos forças, nossa fauna e flora pedem socorro, é preciso ter cuidado e responsabilidade na hora de manusear o fogo.”

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, a maioria dos incêndios florestais na região são de origem criminosa, dado extremamente perigoso e preocupante. O Tenente do Corpo de Bombeiros - Bruno de César destaca a dificuldade em controlar um incêndio florestal, além do acesso irregular, a propagação é rápida e o risco à vida dos combatentes é elevado. “É fundamental o entendimento e bom senso das pessoas quando fizerem uso do fogo, uma brasa percorre até 50m através do vento. Quando somos acionados, mobilizamos todos nosso efetivo para atender a ocorrência, desfalcando a equipe para outros atendimentos emergenciais.” pondera Bruno de César

 

A Polícia Militar Estadual, através do Capitão Favoretto – Comandante da Companhia da Polícia Militar do Vale do Rio Tijucas, ressalta que incêndios florestais são considerados crime ambiental, passível de prisão. “Ocorrências desta natureza são difíceis de efetuar o flagrante, a participação da comunidade na fiscalização auxilia a Polícia Militar. Entendemos que ações preventivas de educação e orientação funcionam e tem um alcance maior.”

 

A punição para incêndios florestais se dá através da Lei Federal nº 9.605/1998, que dispõe sobre as sansões penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e da Lei Estadual nº 14.675/2009, que institui o código estadual do meio ambiente.

 

Os órgãos de segurança pública que participaram desta reunião, se colocam a disposição da população para contribuir com conhecimento e informação acerca da matéria. Eduardo Fabris da Silva, da Defesa Civil de Nova Trento, rechaça a importância de multiplicar e disseminar informações deste gênero. “Junto com os veículos de comunicação, somos responsáveis para levar informação de qualidade para as pessoas, quanto mais pessoas souberem, melhor.”

 

Publicação: Marcelo Pinto e Silva - Assessor de Imprensa de Nova Trento. Informações: Defesa Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.